domingo, dezembro 19

UM SONHO ESPECIAL


Ainda esticada na rede, Tamara relembrava seu sonho. Fora numa dessas cochiladas rápidas,  que revigoram mais que noite plena.
No sonho, passeava por alguns cômodos de sua atual existência, revivendo fases, sensações e alguns mistérios já  deixados para trás... alguns resolvidos, outros aguardando momento oportuno.
Com uma calma peculiar pôde conversar com velhos amigos, repartir sorrisos, provar  de  familiares "frios" na barriga, abraçar sua avó...  
No casarão que fora cenário principal de sua infância, a fachada amarelada era a mesma...rústica, cheia de janelas. 
Logo na entrada o cultivo de alecrim e manjericão da matriarca perfumava os arredores.
Tinha também capim-cidreira e hortelã, exclusivos dos chás da tarde.
Na sala, paredes verdes meio descascadas, quase que cobertas  por  tantos retratos. Até o daquele sujeito  desconhecido que sempre lhe intrigara estava lá. Era dono de uma expressão sisuda, imponente... Nunca entendera porque ele compunha as lembranças de família; também nunca perguntou. O aparador predileto de sua tia continuava ali, forrado pelos velhos crochês,  acompanhados unicamente de um solitário...
Sentou-se.
Assistiu algumas cenas de telenovelas junto de seu avô. Ele, entre uma cena e outra, ajeitava os óculos e sorria-lhe satisfeito.
Lá fora divertiu-se com os primos, comeu fruta do pé. Era raro a Mangueira do quintal ficar tão pesada, tão repleta. E aquela era de suas frutas favoritas.
Logo chegaram seus pais. Tamara adorava observá-los.
O pai era para ela aquele "tipão", como se dizia antigamente; a mãe aquela dona charmosa, cheia de encantos, cabelos bem negros, até o ombro, anelados como ela gostaria que fossem os dela. 
Ambos entreolhavam-se apaixonados, bailando juntos um matrimônio que só poderia existir mesmo em  seus sonhos ou em um desses filmes de ficção ultra-modernos, meio complicados de entender...
Como são bonitos! - indagava bem baixinho.
A tarde que se achegava trazia junto, além do chá de cidreira, bolo de fubá e pão quentinho, que ela adorava comer com manteiga. O avô não deixava faltar.
À noite deu para observar  aquela mesma constelação que fora ouvinte de tantos segredos de infância.  Era noite quente, como dessas agradáveis de verão... Fechou os olhos.
O sol seguinte brilhara  diferente; claro, revelador, puro... como olhos transparentes de criança. Encorpado, bonito; tocando sua fronte levezinho, como quem tem medo de despertar o outro do sono providencial.
Seu despertar foi lento, suave... o EU vinha lá de longe, como de uma longa caminhada pela praia. Sentia-se alegre. 
Vislumbrava o amanhã mais colorido. Estava ansiosa por pintá-lo.
Certamente as próximas horas do dia a convidariam para algumas reflexões.
Por hora um chá bastava-lhe.

22 comentários:

AC disse...

Lindo texto, Mi, pintar com cores suaves e harmoniosas e a deixar no ar os aromas das tardes de Verão...

Beijo :)

Uni ver sos disse...

Oi querida! Que bom que recebeu o cartão, foi enviado com muito carinho,

Desejo a vc e família as mais ricas bençãos de Deus nesse Natal e Ano Novo,

Beijos!

Regina Laura disse...

OI Mi!!
Que texto mais recheado de cores e aromas... :)
Muito suave.
Tão suave que viajei junto com ele...
Lindo!!
Beijo grande

Mi Satake disse...

Amigos, parem tudo q vou descer rs!
Correria sem tamanho, né?

Muito obrigada pelas visitas tão doces!
Logo mais to indo visitá-los.
Beijão
Mi

Betty Gaeta disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Betty Gaeta disse...

Oi MI,
Estava com saudade de vc, mas é que tenho mantido o blog por pura teimosia. Se eu fosse racional, daria um break no blog nesta época do ano.
Casa de avó realmente tem cheirinho de alecrim.
Adorei o texto!
Bjkas e uma semana maravilhosa para vc.

http://gostodistonew.blogspot.com/

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Mi, vc escreve bem! gostei do conto. Consegui visualizar a cada dos avos, mas principalmente captar a emoção transmitida. E gostei!
bom dia

Malu disse...

Mi,


Que texto lindo , deixa a gente mais colorida e feliz ... :)
Sua doçura é inigualável.


Bjo Imenso e um Dia cheio de Sorrisos.



PS:
Também ando meio corrida , coisa
de Final de Ano , Rsrsrs .
Saudade também.

Flávia - Compartilhando Idéias... disse...

Oi querida!!
Amei sua visita rápida pelo blog!

Sabe, às vezes queremos dar apenas um "oi" ou "boa noite" e passamos nos blogs amigos apenas para isso.

Essa atitude para mim não tem preço! Amei! Você se lembrou de mim! Fiquei super feliz!

Obrigada amiga!
Bjs e boa noite pra vc tb!

Gabriela Cristal disse...

Saudades do seu blog e das coisas que você escreve.
Quero te desejar um Natal lindo e maravilhoso e um Ano Novo repleto de paz e saúde!
Bjos.

Mi Satake disse...

Casa de Vó é casa de mãe né? As vezes até melhor!

Beijos a todos!
Ótimo dia!

Ana disse...

Viajei junto :)
Adorei ver sua bicicleta lá no Balde.
Beijo e uma otima semana corrida! Rs
Beijos!

ValeriaC disse...

Muito lindo seu texto querida...

Vim te desejar um Feliz Natal, junto aos seus, pleno de infinitas alegrias, paz, harmonia e muito amor...
Beijinhos...
Valéria

Shuzy disse...

Que delícia de leitura...!

Bela disse...

hummm...bolo de fubá!! Adoro!! Lindo texto! Adoro suas visitas lá no Chá!! Muito obrigada! Beijos mil e um doce natal para vc! Bela

Anne disse...

hummm... poééééético!! delícia de ler mesmo!
muitos beijos!

VaneZa disse...

Que lindo esse texto, Mi!

Demorei mas vim... sua reclamona rs. É que tô tendo que dividir atenção com o maridão que tá em casa depois de quatro meses fora... daí já viu... sem contar que ele tem um ciúme fora do normal da blogosfera rs.

BeijoZzz

Mãe Mochileira,filho malinha.. disse...

Gostoso de ler...convida a gente a mergulhar nos sonhos e sensações..pude até sentir o perfume e os sabores.. ;-)
Beijos,querida..um natal maravilhoso,cheio de LUZ, e AMor que nunca é demais nessa vida!!! ;-)
Beijos,beijos!!

S* disse...

Texto bonito e inspirador... basta abrir bem os olhos para ver a beleza que é viver.

Amanda Luna disse...

Oii, que gostoso de ler este texto!!! Adorei muito!!!
beijão
www.sermulhereomaximo.com.br

Isadora disse...

Oi Mi que lindo conto. Essa doce viagem com certeza vai deixar saudade.
Um beijo e Feliz Natal para você e sua família.

Minéia Pacheco disse...

Olá Mi,

Mais um belo conto encontro aqui, lindo demais!
A descrição das cenas estão perfeitas!

Parabéns viu??

Beijão para você!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...