quinta-feira, fevereiro 2

Uma viagem...


Theo anda tristinho. Fico toda doída, pensando em como amenizar, sugar pra mim, as angustiazinhas dele. 
Ok que ele é dramático. Por natureza. Mas mesmo assim, mãe que é mãe mergulha total nas dores dos filhos. E sofre. Muuuito. 
A razão da mini tempestade? Morrer.
Há dias, entre uma distração e outra, me pergunta se vai morrer, pra onde vai e que não quer ficar num lugar desconhecido, especialmente se for sozinho. Diz ter ficado triste demais quando o Sr. Carl Fredericksen - de Up, Altas Aventuras -  perde sua esposa, Ellie.

- Mamãe, não deu tempo deles visitarem o Paraíso das Cachoeiras... A Ellie morreu...  fala cheio de tristeza.

Aí paro tudo, comovida, chateada, preocupada e, apesar do drama, achando bonitinho meu tiquinho querendo entender da vida. Todo ansioso, temperamental. Porque isso ele é, pra tudo! 

Uma vez li que tudo isso faz parte de determinadas fases das crianças, e que, infelizmente, desde muito cedo, elas também passam por frustrações e pequenos questionamentos. São naturais e necessários.

Mãe consegue racionalizar  isso? Difícil. Pra não dizer impossível; porque depois que parimos nossos pequenos herdeiros, tudo na vida se torna diferente, olhamos o mundo com menos egoísmo e individualismo, compreendemos mais facilmente algumas coisas e aprendemos tantas outras - a duras penas - mas aprendemos, nos (re)adaptamos e nos sentimos mais capazes e fortalecidas, mas a dor de um filho... Não há nada mais cruel e dilacerante para nós mães.

E morte? Assunto que tira o chão. Confesso que detesto, me entristece pacas.

Acredito que continuamos, de uma outra forma, num outro plano, sob as bençãos e amor infindáveis do Mestre; mas a saudade é fato, a dor da separação e da perda, também. Tanto para os que vão, como para os que ficam e temos que encontrar uma "compensação" para ela... Com o Theo procuro contar a verdade, enfatizando que continuamos, que dormimos e nos reencontramos em outro lugar, algum dia... usando uma linguagem que ele compreenda. Mais branda, mais florida, como disse a Fernanda Franken num post muito lindo, ela e seu mini... aqui

E nestes altos papos, super importantes, sinto que ele entende muita coisa... do jeitinho dele, fica mais aliviado e eu, acabo saindo cheia de novas reflexões e com ideias mais reconfortantes sobre a morte.




"Porque a vida segue. Mas o que foi bonito fica com toda a força. Mesmo que a gente tente apagar com outras coisas bonitas ou leves, certos momentos nem o tempo apaga. E a gente lembra. E já não dói mais. Mas dá saudade. Uma saudade que faz os olhos brilharem por alguns segundos e um sorriso escapar volta e meia..."

Caio Fernando Abreu

10 comentários:

Betty Gaeta disse...

Oi Mi,
Lembro tanto desta fase de minha filha! Eu estava muito preparada para contar de onde vêm os bebês, mas nada preparada para ensinar sobre a morte, e ela insistia. Até hj não sei nada sobre a morte e sentia que tudo o que eu dizia era enrolação! Mas a fase passa e espero que a do Theo passe logo.
Beijos 1000 e uma 5ª-feira maravilhosa para vc.

www.gosto-disto.com

Mi Satake disse...

Amiga!
Uma quinta feira maravilhoasa pra vc tb!

Bjo bjo

Chris Ferreira disse...

Oi Mi,
nem me fale...Ana Luiza também é assim. Sofre muito... e eu junto!!!
Sei bem o que é isso!
Lindas palavras as suas!
Beijos
Chris
http://inventandocomamamae.blogspot.com/

Minéia Pacheco disse...

Oi Mi,

Saudades de passar por aqui!

Não deve ser fácil mesmo para nós, mães, ouvir essas coisas dos nossos filhos e vê-los tristes, mas faz parte do desenvolvimento deles e temos que estar preparadas para dar as respostas certas para ajudá-los a entender melhor a vida!

Amei sua postagem... Beijinhos!

Mi Satake disse...

Meninas q dificil vida de mae....rsrsrs
Mas costumo dizr q nao tem coisa mais bonita!

Super beijos e bom finde!

Shuzy disse...

Era um dos meus maiores medos quando criança...

Deia disse...

Oi Mi! Cada medo, dúvida ou angústia dos nossos pequenos faz com que aprendamos a encarar a vida do zero novamente - olhar através de seus olhos e compreender os sentimentos que os inundam! Um beijo, Deia.

Mi Satake disse...

Verdd, meninas! Da medo, duvida e faz com q voltemos e reavaliemos tanta coisa!

Beijo e boa semana, amores!

Rosi disse...

Esse filme é lindo...amo!!
bjos, Mi!

Betty Gaeta disse...

Oi Mi,
Passei para desejar a vc uma ótima semana.
Bjkas.

www.gosto-disto.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...