segunda-feira, junho 4

Não. Eu não sabia... mas estou aprendendo. E muito




A vida ensina. Mesmo quando teimamos um pouquinho ou preferimos nos fazer reféns daquela preguicinha, que sim, às vezes é pra lá de insistente.
Por aqui chegamos numa fase que aprendemos com tudo. Acertos, tentativas, exemplos e, especialmente, erros e posturas "defeituosas".  Aquela coisa do corpo  mole, do defensivismo exagerado, da mania de omitir, do comodismo... Acho super chato e, inevitavelmente, me decepciono. É claro que, lá fora, existem também muitíssimas coisas boas, tantas pessoas especiais, como fala Vanessa da Mata quando canta Boa Sorte.
Isso anima. Fazemos planos, nos enchemos de energia e super pensamentos para afastar o que não é tão bacana, consertar o que está gasto e, aos poucos, renovar tudo. Tudinho. E nessa levada, têm coisas mais simples, mais enroladas, enigmáticas. Algumas situações tiramos de letra, outras parecem nos  empatar por fases e mais fases... 
Meu avô costumava dizer que tudo faz parte da vida... Quando me via meio quieta, ou triste, tratava logo de dizer que já ia passar e perguntava:  - Filha, quer umas balas? E pronto, estava tudo resolvido com aquele doce, com aquele mimo!
Há momentos onde tudo o que precisamos é de calor, de força e de cuidado. Tudo isso nos faz resgatar coisas importantes e muitas vezes decisivas, para sairmos livres e melhores de determinadas "guerras". E depois de um tempo fica menos complicado enxergar tudo o que se ganhou, apesar da luta. Sem contar que a vida tem ainda várias surpresas boas. Várias.
Dia desses, conheci a Gisele Leal. Impossível resumir o que sinto em relação à Gi. Foi nestes "acasos", nestas surpresas perfeitas que ganhamos como presente.  Já aprendi muito sobre amor e sobre luta com ela e sei que ainda há muito mais por vir.
Amigos e família. Com eles fica menos sofrido atravessar uma dor, os medos, as incertezas. A gente se enche de  poder (não é, Gi?) e passa por qualquer fase, por qualquer inverno. Mesmo os mais frios. 


6 comentários:

Betty Gaeta disse...

Oi Mi,
Seu post me deixou melancólica:
"Há momentos onde tudo o que precisamos é de calor, de força e de cuidado".
Já me faltou tantas vezes na vida e eu já me fiz tantas vezes de forte sem ser...
Beijos 1000 e uma 3ª-feira maravilhosa para vc.

www.gosto-disto.com

S* disse...

A família é um alicerce fundamental. :')

✿ chica disse...

Lindo e reflexivo teu texto, mas verdade que com amigos por perto e família tudo fica mais fácil!1 um beijo,tudo de bom,fica bem,chica

Mi Satake disse...

Meninas é aquela historia do Vivendo e Aprendendo, né?

Bjs 1000 pra vc tb!

ValeriaC disse...

É isso aí minha querida...a vida vem como um pacote, com coisas boas, outras, nem tanto... mas no final das contas o jeito é a gente encarar e com a presença, o carinho da família e dos amigos, tudo ficar melhor, afinal, tudo passa não é amiga?
Beijinhos,
Valéria

Mi Satake disse...

Val, a vida vive me surpreendendo.
Sou dessas pessoas q pensa, avalia o q acontece, sabe?

E as vezes me espanto com o tanto de coisas q a gente vai aprendendo.

Super bjo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...