segunda-feira, agosto 29

UMA CONVERSA COM O THEO E A SOFIA

Filhos são filhos.
E por esta simples razão dedicamos a eles sempre  o nosso melhor. Cada uma de nós com seu jeitinho, unindo aquilo que aprendeu com a mãe, com a mãe da mãe, mais o que julga correto, ou eficiente, mais uns conselhos daqui, umas dicas de lá.
Para algumas coisas temos táticas, para outras muitas dúvidas, erramos vez ou outra, mas seguimos tentando sempre. Ora de tanque cheio, ora na reserva, porém persistindo incansáveis.
Em casa -  na hora da turbulência -  aprendi aplicar, além dos corretivos tipo castigo, uns super sermões nos figurinhas Theo e Sofia. Sim, eles  sofrem um pouquinho, mas o resultado é considerável... pelo menos por uns 4 ou 5 dias. Aí, quando a  maré fica mais calma, ensaio (meio emotiva) um papo mais levezinho, para ter com eles num daqueles momentos bem maternos, só nós três:

Amores, a mamãe tem aprendido tanta coisa. E um montão delas com vocês. 
Com sua fragilidade, com sua doçura, com as algazarras, a euforia e espontaneidade, com sua alegria sem fim.
A vida de adulto, filha não é ruim não. Podemos mesmo fazer muitíssimas coisas divertidas sem pedir a ninguém, porém é preciso trabalhar bastantão, estudar e cuidar de tudo o que é de nossa responsabilidade. Todos os dias. Fazer tudo direitinho.

Theo, a mamãe acha tão bonita, tão pura sua curiosidade, essa avidez por saber logo de tudo. Aos pouquinhos você vai conhecendo e claro, experimentando sobre tudo o que você pergunta, tá? A mamãe adooora te ensinar, e o papai também, mesmo com aquele jeitão meio bravo que ele tem.

Crescer, filhotes, é gostoso. Cada etapa, cada idade que a gente completa, traz coisas diferentes para nossas vidas; podem ser novos amigos, novas lições, lugares bacanas que conhecemos e mais uma porção de brincadeiras para brincar. Mas para que tudo isso aconteça, temos que ser obedientes (o que é meio chato às vezes, mas é importante) e respeitar sempre os mais velhos e os amiguinhos.
Tem que comer tudo, sim. As frutas, as verduras e os legumes principalmente... Não tem jeito, tem que raspar o prato! Guardar os brinquedos e saber dividí-los com o irmão, sem fazer aquele bico enooorme e ainda fazer toda a tarefa de casa. 

Sô, irmãs mais velhas acabam tendo que ensinar algumas coisas que já aprenderam, ao caçula (Anne, olha uma primogênita sendo moldada segundo os costumes) e Theo, nossos irmãos mais velhos são nossos companheiros e parceiros mais verdadeiros (mesmo que demoremos a notar).
Depois ainda sobra tempo pra gente fazer várias coisas juntos, tudo aquilo que vocês adoram!

Quando os dois crescerem um pouquinho, vão entender melhor tudo isso. A relação das coisas. Vão conhecer muitas delas e continuar ansiosos por outras tantas. Em alguns momentos vão achar tudo emocionante e super legal e em outros tudo muito chato. A vida é assim.

Enquanto isso, ser criança é mais que bom. É meio mágico, até.
Podemos ir ao dentista, ao médico e a outros muitos lugares fantasiados de batman ou de princesa e todo mundo achar lindo. Dá pra inventar e fazer coisas como pintar o umbigo e as unhas com canetinha, pra depois a mamãe ter o maior trabalhão na hora do banho, comer pirulito e sorvete e se lambuzar  da cabeça aos pés, brincar de esconde-esconde (mesmo que seja só de dois), levar brinquedo na escola e mais uma infinidade de coisas.

Pois é, na vida temos muitos deveres, mas ela é mais que boa se soubermos aproveitar. 
Eu conheço vááários adultos que sentem saudade disso tudo, e querem voltar a ter essa idade tão bonita, outra vez!

P.S: A Anne escreve o blog Super Duper. É Super divertido e cheio de coisas bacanérrimas. Parada obrigatória para as mães de plantão. Bjo Anne
Bjo a todos!

16 comentários:

Tatiana disse...

Mi querida...quanto tempo amiga!!! Ando bem sumidinha, mil desculpas!!
Eita...a maternidade é uma benção e um desafio tambem...rs...sempre!!!
Ultimamente tenho morrido de nostalgia dos meus meninos pequeninhos, fazendo "treak or treat", indo ao parque,...etc...
Mas sei que daqui a pouco estarei morrendo de saudades deles adoslescentes(oi?)...rs(será?)!!!
Educar da trabalho mesmo,nao é? Mas graças a Deus,normalmente compensa no futuro!!!
Beijocas!!

Mi Satake disse...

Tai tava de sa pa re ci da!!!

E teus filhotes estão homenzinhos já né?
Eles crescem e vão deixando a gente de cabelos brancos, em pé, qdo sobra algum rsrs!

Bjs

✿ chica disse...

Passa mesmo rápido demais.Temos que aproveitar bem tudinho, as confusões, birras, tuuuuuuuudo faz parte...Lindo post!beijos,chica

Danielle Martins disse...

Lindo post! É ão belo ver como você faz essa leitura de ser mãe. Os filhos crescem e vão pro mundo o que fica são esses momentos maravilhosos.
Bjs!

Mi Satake disse...

Ai Dani verdd!

E passa mui rapido, né Chica!

Bjs a todos e uma tarde excelente por aí!

Mãe Mochileira,Filho Malinha disse...

Oi Mi...saudade,td bom??
Eu estava super sumida...e infelizmente devido a mts problemas...mas graças a Deus a "tempestade" passou ,rss.. e estou dessa vez mais determinada do que nunca e voltei com as visitas,e resolvi tirar a poeira do meu blog..e vim aqui lhe dar um bj!!Que lindo post,Mi..adorei!!!
Beijos e uma otima semana p vcs.. ;-)

Cae Fernandes disse...

Você é uma mãe maravilhosa, age com táticas, dúvidas, mas tem uma intuição que deve acertar muuuuito!
É muito legal vir aqui...
Bjooos.

Mi Satake disse...

Meninas, fico suuuuuuuuuuuper feliz com as visitas, os toques q vcs me dão. É muito bacana tb ler as novidades dos blogs de vcs, rir, chorar, ajudar!

Q delicia os amigos q fazemos por aqui!
Tuuuuuuuuuuuuudibom!

Bj bj bj bj

Mi Satake disse...

Meninas, fico suuuuuuuuuuuper feliz com as visitas, os toques q vcs me dão. É muito bacana tb ler as novidades dos blogs de vcs, rir, chorar, ajudar!

Q delicia os amigos q fazemos por aqui!
Tuuuuuuuuuuuuudibom!

Bj bj bj bj

ValeriaC disse...

Oi Mi...sempre super legal o que você escreve...tem uma leveza, um toque de bom humor e dicas sinceras e bem acertadas.

A gente não nasce sabendo ser mãe, vai aprendendo na medida que vamos sendo e como é enriquecedor, não é?

Acho que você está conduzindo de maneira bem acertada este elo de ligação entre você e seus filhos...com limites claros, muito diálogo e muito amor.

Beijinhos...
Valéria

Micheli disse...

Oi, Mi!
Mais um post emocionante! Adoro a forma com que escreve,
Que linda a sua relação com seus filhos, de muito amor e afeto.
Beijo grande!

Michele Santti disse...

Que setembro seja melhor e supere todas as angústias, medos, inseguranças ... (Caio Fernando Abreu)


Um beijo xará

Chris Ferreira disse...

Oi Mi,
ai...eu spu uma que morro de vontade de voltar a ser criança...Ir ao dentistafantasiada ia ser demais! rs...
Que legal que você gostou da panelaterapia!!!
Fiquei feliz
Beijos
Chris
http://inventandocomamamae.blogspot.com/

Mi Satake disse...

Meninas, imagina colocar uma fantasia e sair?
Rsrsrs nada de se preocupar com figurinos, combinações etc etc etc!
Bjks gdes!

Ana disse...

Oi Mi!
Saudades!
Meu filho tá na fase de chamar de chato as pequenas obrigações: tomar banho, almoçar, dormir. Rs
Coitado, ainda nem sabe o que é chato ainda né?
Saudades, tenho muita saudades onde a maior preocupação era tirar mais que 7 na prova. hehehehe
Beijos!

Tatiana Bonotto Cake Designer disse...

Nossa realmente disso tudo e com muita sabedoria, parabéns.

É um espelho, pode acreditar que irei repassar sobre esse texto, que sem duvidas é muito útil,obrigada!

Quando puder passe lá no meu DOCE blog, vai ser um prazer ter sua companhia.

www.tatidesignercake.blogspot.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...